terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Toque de Cura pelo Jin Shin Jyutsu

Muito interessante esta técnica. É simples e qualquer um pode fazer para aliviar tensões ! O texto é grande mas vale a pena ler.

Toque de Cura pelo Jin Shin Jyutsu

O que é Jin Shin Jyutsu? Jin Shin Jyutsu® Fisio-Filosofia é uma arte de harmonização do corpo, mente e espírito através de toques com as mãos em 26 áreas do corpo onde a energia vital se concentra. Suas raízes encontram-se na sabedori
a inerente a todos seres humanos - da qual nem sempre estamos plenamente consciente - de que todos temos a capacidade de nos harmonizar física, mental e emocionalmente. Essa sabedoria foi resgatada através dos estudos do Mestre Jiro Murai no Japão, no início do século XX.

Jin Shin Jyutsu literalmente significa:
Jyutsu: Arte
Shin: Criador
Jin: Homem de conhecimento e compaixão
Jin Shin Jyutsu: Arte do Criador através do homem de conhecimento e compaixão

A Arte do Jin Shin Jyutsu
Nosso estilo de vida, hábitos, crenças e ansiedades geram tensões e stress que podem afetar o funcionamento adequado do organismo e da vida em geral causando vários tipos de desconfortos e disfunções físicas, mentais e emocionais.
Jin Shin Jyutsu desperta bem estar, vitalidade, dissolve o stress e estimula nossa capacidade natural de regeneração. É um valioso complemento para a Medicina convencional, pois promove relaxamento profundo e reduz os efeitos do stress, fator desencadeante de muitas doenças do homem moderno.
Jin Shin Jyutsu é uma Arte de Viver, nos ajudando a viver com arte, ou seja, desperta nossa capacidade de criar nossa vida com harmonia e beleza e de nos renovar a cada momento.
Através de toques com as mãos em 26 áreas do corpo, onde a energia vital se concentra e que são chamadas de Travas de Segurança da Energia é possível restabelecer o equilíbrio. As 26 Travas de Segurança da Energia localizam-se ao longo dos diferentes padrões de circulação (ou caminhos) da energia que distribuem vida pelo corpo. Tocando essas Travas de Segurança da Energia em diferentes combinações ou segurando os dedos das mãos e/ou dos pés pode-se redirecionar o fluxo da energia restaurando a harmonia do corpo, da mente e do espírito.
Podemos receber sessões de Jin Shin Jyutsu de um profissional qualificado e/ou aprender algumas seqüências simples que podem ser auto-aplicadas. Uma sessão de Jin Shin Jyutsu é realizada com a pessoa vestida e dura em torno de 1 hora. Consiste de toques gentis que não envolvem massagem, manipulação de músculos ou uso de qualquer substância.

Praticando a Arte do Jin Shin Jyutsu: Auto-Ajuda
A auto-ajuda é a origem e a essência do Jin Shin Jyutsu. Através da auto-ajuda, Jiro Murai harmonizou-se iniciando o redescobrimento da Arte. Mary Burmeister, após anos de estudos e dedicação, condensou a essência dos ensinamentos da Arte em três livros de Auto-Ajuda. Nos cursos de Auto-Ajuda de Jin Shin Jyutsu, através destes três livros, você compreende a fisio-filosofia e como aplicar o Jin Shin Jyutsu em si mesmo através de seqüências simples de toques. Assim, sempre que necessário você pode harmonizar a circulação da energia do seu corpo, obtendo relaxamento, mais vitalidade e maior percepção de si mesmo. Desta forma você irá perceber que pode ser ativa e conscientemente responsável pela sua vida e pelo seu bem estar.
Apresentamos alguns exercícios básicos de Jin Shin Jyutsu. Para praticá-los você pode estar de pé, sentado ou deitado, isto é, da forma que for mais confortável e/ou conveniente no momento.
Esta seqüência ajuda a "recarregar a bateria" e pode ser feita de manhã antes de sair da cama para você se preparar para o dia e/ou à noite ao deitar para você relaxar das tensões do dia.
Além disso, esta seqüência também ajuda a memória, facilita a respiração e a digestão, ajuda à coluna e a circulação das pernas e pés.


Alguns Exercícios para Auto-Ajuda com Jin Shin Jyutsu

1 - EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO QUE DEVOLVE O EQUILÍBRIO AO TODO INTEGRADO:

Comece contanto as expirações. ( Um, expire e inspire. Dois, expire e inspire. Três expire e inspire. E assim por diante). Conte até completar trinta e seis respirações. Se por acaso perder a contagem. Comece novamente. Respire naturalmente. Com o tempo, sua respiração se tornará automaticamente mais profunda e rítmica.

2 – SEGURE COM UMA DAS MÃOS OS DEDOS DA OUTRA MÃO – Onde nossas Mãos Vão Atuar como Verdadeiro Cabo para Recarregar Nossa Bateria (Conexão), sendo:

DEDOS ÓRGÃOS TRABALHANDO EMOÇÕES
Polegar Estômago e Baço Preocupação
Indicador Rim e Bexiga Medo
Médio Fígado e Vesícula Biliar Raiva
Anular Pulmões e Intestino Grosso Tristeza
Mínimo Coração e Intestino Delgado Pretensão

3 – FLUXO DE ENERGIA – Coloque a palma ou os dedos da mão direita no topo da cabeça durante todo o exercício, no final você a deslocará para a base da coluna. Apenas toque com a palma ou os dedos da mão esquerda nas áreas indicadas por alguns minutos ou até sentir uma leve pulsação rítmica:

MÃO DIREITA MÃO ESQUERDA POTENCIALIDADE
Cabeça – Coronário Entre as Sobrancelhas Energização Profunda do Corpo, Intuição, Memória, Estresse Mental

Cabeça – Coronário Ponta do Nariz Revitaliza funções reprodutoras, Energização Superficial do Corpo

Cabeça – Coronário Centro do Esterno (Coração) Contato Criança Interior, Atuando nos Pulmões, Cintura Pélvica e Quadris

Cabeça – Coronário Base Esterno (Plexo Solar) Revitaliza Energia da Fonte da Vida Trazendo a Alegria de Viver

Cabeça – Coronário Superior do Osso Púbis Revitaliza todo o Aparelho Ósseo (Principalmente a Coluna)

Cóccix – Básico Superior do Osso Púbis Vitalidade e Rejuvenescimento Circulação pernas e dos pés

fonte: http://www.institutoluz.com.br/?p=artigo17


publicado em - 26/09/2012

1 comentário:

rosa rio disse...

Os exercícios são muito interessantes. Convém fazer aqui uma pequena rectificação: o dedo "anelar", e não dedo "anular". Diz-se assim pois ser o dedo do anel. rosa rio

Direitos do Leite da terra

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte poderá ser reproduzida, de forma alguma, sem a permissão formal por escrito do seu autor, excepto as citações incorporadas em artigos e ou postes com os devidos créditos