terça-feira, 31 de agosto de 2010

Beringela em pó

Estudos recentes demonstram que a berinjela tem mostrado eficácia no tratamento de hipercolesterolémia e no controle do colesterol. Recentemente, uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu - São Paulo, revelou que a berinjela pode reduzir até 30% as taxas do colesterol. Porém, ainda não se sabe qual o princípio ativo responsável pela redução das taxas de colesterol, mas os cientistas suspeitam de um alcalóide existente na berinjela.
Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcalóides, que actuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arterosclerose, os naturalistas recomendam o seu consumo, para previnir alguns males referentes ao fluxo sanguineo.

Tambem é recomendada nos casos de artrite, apresentando bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabetes e nas inflamações da pele em geral.

É tambem muito digestiva, nutritiva e laxante, por esse motivo é indicada nos casos de desnutrição, indigestão e prisão de ventre. O consumo da berinjela está também indicado para problemas do fígado e do estômago.

DICA: Para efeito medicinal, também pode ser dissolvido um colher de sopa em um vasilhame de água na geladeira e beber 200 ml 3 vezes ao dia (nos casos de crise: diabete alta, hipertensão) e para manutenção diminuir a dose. Não deve ser usada com frequência, para que não haja hipoglicemia ou outros problemas de saude. Usar 15 dias e descansar um semana e continuar se precisar após os exames. Não deve ser usado para perda de peso, pois se a pessoa não tiver nenhum desses problemas de saúde como diabetes, hipertensão e outros, pode ser danoso para a mesma, podendo causar, inclusive, baixa da hemoglobina, causando anemia.

Fonte:Só Brasil

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Legumes e hortaliças em pó!!!!

A solução? Optar pela legumes em pó (desidratados e moídos), já há no mercado Português várias algas em pó (spirulina), mas legumes e hortaliças ainda nunca vi.

O consenso é que o melhor é sempre optar pelos alimentos frescos, claro. Mas há vantagens, sim, em consumi-los na versão “farinha”.

Os alimentos frescos saem sempre ganhando é quem torcia o nariz para um prato cheio de hortaliças, já não tem desculpa, é que o pó quase não têm sabor.

Mas, atenção: os legumes em pó são um reforço, somente isso, no nosso cardapio diario, deve haver muitos legumes e hortaliças naturais e frescas.
Os desidratados, são farinhas e perdem algumas vitaminas, mas mantém outras, como as do complexo B, e são poderosas fontes de fibras.

Alguns exemplos:

Voce conhece as vantagens da couve???

As couves, devido ao seu alto e valioso valor nutricional são um dos principais legumes utilizados na medicina tradicional desde a antiguidade. Julga-se mesmo que na antiguidade em algumas civilizações as couves eram utilizadas somente com o fim medicinal e não gastronómico.Nas antigas civilizações da Grécia e Roma costumava-se comer couve antes de uma refeição farta, ou simplesmente para prevenir doenças do estômago ou uma indisposição.

No Egipto costumava ser uma prática comum ingerir algumas folhas de Couve em vinagre antes de um grande banquete ou festa, esta prática tinha como fim prevenir uma eventual ressaca. Mas é mais tarde, no final da idade média, após este vegetal ter ganhado uma grande popularidade entre os povos Europeus, que surge o termo “médico do povo” associado à couve. A couve era utilizada para a cura das mais diversas enfermidades, e havia ainda a ideia de se comer couve diariamente evitaria o aparecimento de doenças.
Algumas destas práticas sobreviveram ao passar dos milénios e ainda são hoje em dia utilizadas por muita gente. Porém os povos da antiguidade não estavam de todo errados quanto às propriedades da couve. Estudos e investigação nesta área têm revelado que a utilização das couves para a cura e prevenção de certas enfermidades é realmente eficaz devido à sua composição nutricional e por ser um anti-inflamatório, antibiótico e anti-irritante natural.

Nos dias de hoje a couve ainda é utilizada com alguma regularidade nas seguintes situações:

Evitar ressacas (deve-se consumir couve com vinagre antes de se ingerir álcool, alguns países inclusive utilizam a couve como aperitivo em bares.);
Aliviar a prisão de ventre (para aliviar a prisão de ventre deve-se consumir pratos com couve cozida.);
Evitar má disposição (deve-se consumir algumas folhas de couve crua ou cozida antes de uma refeição pesada.);
Curar e aliviar a dor de úlceras gástricas (a receita tradicional para as úlceras é a de 1L de sumo de couve durante 8 dias. Contudo esta prática não deve ultrapassar os 8 dias, nem deve ser mais de um litro pois este sumo pode inibir o organismo de absorver o ferro e consequentemente criar uma anemia.);
Cortes e feridas (para uma cicatrização rápida deverá aplicar-se uma folha de couve fresca sobre a ferida.);
Dores, inchaço e feridas no peito devido à amamentação (em caso de uma amamentação dolorosa, para aliviar a dor e o inchaço, deve-se abrir ao meio os caules e os veios das folhas e aplicar sobre a zona afectada.);
Prevenir e curar constipações e gripes (a couve é por excelência uma fonte de vitamina C, contudo para prevenir gripes e constipações tem que ser consumida crua pois ao ser cozinhada perde quase metade da grande quantidade de vitamina C que possui)
Mas as propriedades curativas da couve não se ficam por aqui. Há já alguns anos que a couve tem vindo a ser utilizada pelos praticantes de medicina tradicional, como homeopatas, no tratamento do cancro através da dieta. Mas foi recentemente que estudos levados a cabo no Japão e EUA vieram mostrar que a couve é realmente eficaz na prevenção de certos tipos de cancro, como o do cólon e cancros hormono-dependentes como o da mama e dos ovários pois estimula o metabolismo das mulheres.

Outro estudo levado a cabo recentemente em Lyon, França, veio comprovar que comer pelo menos uma vez por semana couve ou brócolos previne o cancro do pulmão em 70% dos indivíduos, pois estes vegetais são ricos em isothiocyanate, um químico natural que protege contra este cancro.

Por fim, Investigadores da Universidade Nacional de Seoul, Coreia do Sul, após alimentarem com couve chinesa (napa) 13 aves contaminadas com o vírus da gripe das aves constataram surpreendentemente que em 1 semana 11 das 13 aves recuperaram. Será que a couve nos poderá salvar de uma futura epidemia?

Apesar de ter havido no último século um crescente número dos cépticos da medicina natural, nos últimos anos a medicina natural voltou a ser procurada por muitas pessoas e a couve foi um dos alimentos que mais recuperou a popularidade de outrora.

Fonte:VNatura

domingo, 29 de agosto de 2010

Farinhas que emagrecem

Elas têm o poder de amansar a fome e reduzir os estoques de gordura - combinada a uma dieta leve, enxugam até 5 quilos em 30 dias.

Quais são as vantagens?

Práticas, baratas e tão poderosas contra as gordurinhas quanto a famosa ração humana. Até a história é bem parecida: algumas farinhas de frutas e legumes desidratados surgiram com a finalidade
de baixar a taxa de açúcar no sangue. Mas, aos poucos, se mostraram boas aliadas na perda de peso. Isso porque saciam (você se contenta com menos comida) e atrasam o esvaziamento gástrico (a fome demora para voltar a dar sinal). Outras ainda ajudam a equilibrar o metabolismo.

E, para isso, basta polvilhar no alimento pronto. Fibras aos montes São várias as opções: farinha de maracujá, banana verde, berinjela, linhaça, frutas e cereais (veja detalhes a seguir). Algumas oferecem ômega 3, outras fitoquímicos como o resveratrol – substâncias que desinflamam as células, deixando o organismo menos propenso a acumular gordura. “Mas são as fibras, presentes nas farinhas numa dose surpreendente, que mais contribuem para o emagrecimento”, afirma a nutricionista e pesquisadora Andrea Dario, de Piracicaba (SP). São substâncias que amansam a fome, reduzem a absorção de açúcar e gordura, regulam o apetite e ajudam a eliminar as toxinas que emperram a dieta.

Consumo diário

As fibras fazem mais: aumentam a absorção das vitaminas e dos minerais, melhorando o funcionamento do organismo como um todo, o que também favorece a perda de peso. Mas o resultado só aparece se você consumir esse tipo de farinha todo dia, polvilhada no iogurte, no suco, na salada, na sopa. Importante: beba mais água para facilitar a ação das fibras e corte exageros à mesa. Feito isso, você vai entrar naquele jeans em poucos dias!

Acerte na escolha

Todas as farinhas são ricas em fibras, os principais agentes emagrecedores. Por isso, você decide a escolha. Ou melhor: faça um rodízio entre dois ou três tipos para garantir nutrientes diferentes ao organismo.

- Dose ideal: “duas colheres de sopa por dia”, orienta Julia Vasconcellos, nutricionista da NutriCorp Consultoria Nutricional, no Rio de Janeiro. Caso seu organismo responda melhor a três colheres (medida sugerida pelos fabricantes), tudo bem. Mas não vá além. “Em excesso, as fibras dificultam o funcionamento do intestino”, alerta Andrea Dario.

- Cuidado na compra: evite comprar o produto a granel ou em saquinhos sem identificação. Armazenadas de maneira inadequada, as farinhas, em especial aquelas que têm ômega 3, oxidam e se tornam inadequadas para o consumo.

- Uso variado: algumas farinhas têm sabor neutro e outras levemente amargo. Nesse caso, use-as em
farofa, panqueca, pão, bolo.

Frutas, sementes e legumes em potes

Conheça um pouco de cada farinha e escolha a sua:

1. Farinha de maracujá
Ela impede a absorção de parte da gordura presente nos alimentos. A responsável por essa ação é a pectina, presente aos montes na parte branca da casca da fruta. A farinha não fica atrás: tem 20% dessa fibra solúvel, segundo estudo feito pelo químico e pesquisador Armando Sabaa Srur, da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No estômago, a pectina se transforma num gel e diminui a fome.

2. Farinha de banana verde
O forte dessa farinha é o amido resistente. Ele reduz a carga glicêmica da refeição evitando picos de açúcar no sangue e o aumento da produção de insulina – hormônio que, em excesso, faz o organismo estocar gordura. Os estudos ainda revelam que, no intestino, esse amido alimenta as bactérias do bem. Resultado: o intestino funciona melhor e perder peso fica mais fácil.

3. Farinha de linhaça
Na forma de farinha, a linhaça se mostrou ainda mais eficiente para afinar a cintura. Isso porque o
ômega 3, guardado dentro da semente, fica mais acessível e deixa as células menos inflamadas. Essa gordura boa ainda interfere na leptina – hormônio que controla o apetite. Triture a semente em casa para preservar o ômega 3. Outra opção é comprar a farinha estabilizada, mas, ainda assim, armazene-a num pote escuro e na geladeira.

4. Farinha de berinjela
Com até dez vezes mais fibras que a berinjela in natura, a farinha ajuda a tirar a fome. Pesquisadores
da UFRJ acompanharam dois grupos de mulheres que se submeteram a uma dieta hipocalórica. Um deles, no entanto, aderiu a farinha no dia a dia e teve mais facilidade de seguir a dieta, perdendo mais peso que o outro grupo.

5. Farinha de frutas e cereais
Mix de casca de frutas (uva e maçã) e sementes (linhaça), ela concentra fibras e ômega 3. Quando
chegam ao estômago, as fibras, especialmente as solúveis, aumentam os níveis de CCK (outro hormônio que controla o apetite). “Estudos recentes também mostraram que o ômega 3 pode equilibrar os níveis de insulina no organismo e, com isso, regular a leptina”, diz Andrea Dario.

Fonte: Boa Forma

sábado, 28 de agosto de 2010

O fruto pode reduzir em 20% a taxa de açúcar no sangue.

Ao tomar um copo de suco de maracujá, além de sentir o sabor, já se pode ter certeza de estar ingerindo propriedades medicinais importantes para a saúde. Pesquisadores comprovaram que a fruta acalma.


domingo, 22 de agosto de 2010

Alimentos x Emoções

Banana:contra a ansiedade
Se você anda mais ansiosa que o normal, aposte na banana para elevar os níveis de serotonina. Quando os níveis desse neurotransmissor estão baixos, falha a comunicação entre as células cerebrais. Aí você fica irritada e especialmente ansiosa. A fruta combina doses importantes de triptofano e vitamina B6. Juntas, as duas substâncias se tornam poderosíssimas na produção da serotonina.
Quanto consumir: 2 unidades por dia

Mel: pura alegria
Triste sem motivo? De novo a causa pode ser a serotonina de menos. Nesse caso, o mel funciona como um calmante natural, pois aumenta a eficiência da serotonina no cérebro. Mas não é só aí que ele actua. Quando alcança o intestino, ajuda a regenerar a microflora intestinal. Resultado: o ambiente se torna mais propício para a produção de serotonina. Surpresa? Pois é, cerca de 90% do neurotransmissor do bom humor é produzido no intestino.
Quanto consumir: 1colher (sopa) / dia.

Abacate: amigo do sono
Dormir é tão importante para viver bem quanto comer direito e fazer exercícios. Tem noite que o sono não vem? Põe fé no abacate. Tudo bem, ele tem gordura, mas é boa. E oferece vitaminas que ajudam você a se entender melhor o travesseiro. A vitamina B3 equilibra os hormonas que regulam as substâncias químicas cerebrais responsáveis pelo sono. Já o ácido fólico funciona como se fosse uma enzima, alimentando os neurotransmissores que fazem você dormir bem. Quanto consumir: ½ abacate pequeno, 3x / semana.


Lentilha: afasta o medo
Angústia e medo podem estar relacionados ao desequilíbrio de cálcio e magnésio. Essa dupla actua no balanceamento das sensações. Além de incluir alimentos com cálcio (queijo e iogurte) e magnésio (acelga) na dieta, consuma mais lentilha. Ela tem efeito ansiolítico, ou seja, tranquiliza e conforta. Isso porque é precursora da gaba, neurotransmissor que também interfere nos sentimentos.
Quanto consumir: 3 conchas pequenas / semana.

Nozes: mantém você concentrada
São muitos os nutrientes das nozes. Mas é a vitamina B1 a responsável por essa fruta oleaginosa melhorar a concentração, pois a B1 imita a acetilcolina, neurotransmissor envolvido em funções cerebrais relacionadas à memória.
Quanto consumir: 2 nozes, 4x / semana.

Chá verde: espanta o stress
Essa erva, a Camellia sinensis, tem fitoquímicos (polifenóis e catequinas) capazes de neutralizar as substâncias oxidantes presentes no organismo que, em excesso, deixam você cansada e com stress em alta e acabam desorganizando o funcionamento do organismo. O stress é capaz de desencadear a síndrome metabólica, culpada por doenças como a obesidade e a depressão. Beber chá verde, conforme alguns estudos, melhora a digestão e deixa a mente lenta.
Quanto consumir: 4 a 6 xícaras (chá) / dia.

Brócolos: deixa a mente esperta
É comum você demorar alguns segundos para lembrar o número do seu telefone? Este alimento é rico em ácido fólico, acelera o processamento de informação nas células do cérebro, consequentemente, melhorando a memória. Porções extras desta verdura vão fazer você lembrar de tudo "rapidinho".
Quanto consumir: 1 pires / dia.

Clorela: controla a preocupação
Comportamento obsessivo pode ser sinal de que as células do organismo estão desvitalizadas. A alga clorela funciona como um poderosíssimo reparador celular, melhorando as funções fisiológicas e o sistema imunológico. E mais: contém vitaminas (B3, B6, B12 e E) e minerais (cálcio, magnésio e fósforo) e aminoácidos (triptofano) que ajudam a estabilizar os circuitos nervosos, acabando com a aflição e aumentando a sensação de conforto.
Quanto consumir: de 2 a 4g / dia (cápsula)

Óleo de linhaça: dribla o apetite voraz
O óleo extraído da semente de linhaça e prensado à frio é uma fonte vegetal riquíssima em gordura ómega 3, 6 e 9. Melhor: é um dos poucos alimentos com ómega numa proporção próxima do ideal, o que é imprescindível para que exerça suas funções benéficas. Uma delas é regular os hormonas que ajudam a manter o sistema nervoso saudável. Com isso, a ansiedade perde espaço e a compulsão a comida fica bem menor. Quanto consumir: 1colher (sobremesa) / dia, antes das refeições principais.

Gérmen de trigo: acaba com a irritação
Assim como as nozes, o gérmen de trigo tem vitamina B1 e inositol, que reforçam a concentração. Mas por ter uma boa dose de vitamina B5, o gérmen é especialmente indicado como calmante, já que melhora a qualidade de impulsos nervosos, evitando nervosismo e irritabilidade.
Quanto consumir: 2 colheres (chá) / dia.


Tofu: espanta o desânimo
O queijo de soja tem o dobro de proteínas do feijão e uma boa dose de cálcio. Também é rico em magnésio (evita o enfraquecimento das enzimas que participam de produção de energia) e ferro (combate a anemia). Quando estes minerais estão em baixa no organismo, você se sente fraca e sem ânimo. Mas é a colina, substância que protege a membrana das células cerebrais, que dá ao tofu o poder de acabar com o cansaço mental. Quanto consumir: 1 fatia média / dia.

Dr. Luiz Carvalho - Nutrólogo e Nutricionista
Recebido por email

Litros de Luz

Mais natural que isso é impossivel....

video

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Hibiscus: a flor que ajuda a emagrecer

O chá da flor de hibiscus, combinado com uma dieta de baixas calorias, ajudar a secar até 5 Kg em um mês. A bebida auxilia na redução de gordura, na digestão, regulariza o intestino e ainda combate a retenção de líquidos, o que facilita o emagrecimento.

O hibiscus, ou como é conhecido popularmente, o hibisco. O chá da flor, combinado com uma alimentação saudável, pode ajudar a secar até 5 Kg em um mês. "A bebida auxilia na redução de gordura, na digestão, regulariza o intestino e ainda combate a retenção de líquidos, o que facilita o emagrecimento", explica a nutricionaista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, de São Paulo.

Rico em flavonóides - poderosa substância antioxidante -, o hibiscus ainda combate os radicais livres, protegendo o coração de doenças e a pele do envelhecimento!

Mas atenção! o hibisco usado no chá é o Hibiscus sabdariffa. Ele é diferente da flor ornamental chamada Hibiscus rosa-sinensis, comum nos jardins.

Dicas dos nutricionistas

* O chá é preparado com os cálices da flor Hibiscus sabdariffa. Para aproveitar bem as propriedades da planta, consuma o chá quatro vezes ao dia, sempre entre as refeições.

* Não há contra-indicações ou efeitos colaterais, mas mulheres grávidas q que amamentam devem consultar seu médico antes de consumir o chá.

* Faça uma alimentação equilibrada, pois a reeducação alimentar é indispensavel.

* A infusão dos cálices de Hibiscus sabdariffa não é amarga, na verdade é até saborosa.

Como fazer o chá

O chá deve ser preparado com 1 colher (sopa) cheia de cálices de Hibiscus sabdariffa em 1 litro de água morna (aquecida até 50º). Deixe em infusão por alguns minutos. Depois é só coar. A chá pode ser consumido quente ou frio.

Para incrementar o sabor do chá, pode-se acrescentar outros ingredientes. Por exemplo, 1 litro de água aquecida a 50º, 1 colher (sopa) cheia de cálices de Hibiscus sabdariffa, 3 rodelas de maçã, 1 canela em pau e 2 cravos-da-índia por 3 minutos.

“Se tiver frio,
o chá vai aquecê-lo;
Se tiver calor,
ele vai refrescá-lo;
se estiver deprimido,
ele vai animá-lo;
Se estiver excitado,
Ele vai acalmá-lo”

William Gladstone
Primeiro-Ministro Inglês


Fonte: Revista Viva Mais! set/2008

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Quando estiver constipado, use óculos

Muitas pessoas que usam lente de contato contraem uma conjuntivite quando estão resfriadas/constipados. Durante a enfermidade, os germes conseguem entrar nos olhos através dos dutos lacrimais e aderem nas lentes de contato.
Para não prejudicar os olhos, use os óculos durante este período.

(PulsTipp, março 2004)

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Removendo as manchas de tinta nas mãos - Dicas

Ao pintar, sempre espirra um pouco de tinta sobre as mãos. Às vezes fica difícil remover essas manchas. Por isso, sempre passe um pouco de vaselina nas mãos antes de pintar. Depois você consegue limpar as mãos muito mais depressa.

(mdb / Ktipp)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Tábuas de madeira - Dicas

Alegando que oferecem menos riscos de contaminação, a propaganda promove tábuas de plástico para cortar os alimentos na cozinha como sendo melhores do que as tábuas de madeira. Entretanto, pesquisas mostraram que este conceito está completamente errado e que as tábuas de madeira são mais seguras. Para a maioria das coisas na vida, o natural é melhor.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Sumo de melancia e Limão

Ingredientes:

UMA fatia larga de melancia (mais ou menos 10 cm)
Um sumo de limão ou de lima

Modo de fazer:

Tire a casca da melancia e do limão, corte a melancia em cubos e congele (opcional), bata os cubos de melancia com o sumo do limão num processador.
Coe para separar as grainhas. Sirva imediatamente...

Sumo de Melancia e Maracuja


Ingredientes:
UMA fatia larga de melancia (mais ou menos 10 cm)
3 polpas de maracujas

Modo de fazer:

Tire a casca da melancia, corte em cubos e congele (opcional), bata os cubos de melancia com a polpa dos maracujas num processador.
Coe para separar as grainhas. Sirva imediatamente...

Sumo de Melancia e gengibre

Ingredientes:

UMA fatia larga de melancia (mais ou menos 10 cm) 2 cm de gengibre
folhas de hortelã para decorar

Modo de fazer:

Tire a casca da melancia, corte em cubos e congele (opcional), corte o gengibre em pedaços pequenos, bata com os cubos de melancia num processador.
Coe para separar as grainhas e as fibras do gengibre. Sirva decorado com folhas de hortelã.

Sumo de Melancia e canela

Ingredientes:
UMA fatia larga de melancia (mais ou menos 10 cm)
5 paus de canela
Paus de canela e canela em pó para decorar


Modo de fazer:

Tire a casca da melancia, corte em cubos e congele (opcional), bata os paus de canela com os cubos num processador.
Coe para separar as grainhas e as fibras da canela. Sirva decorado um pau de canela e pó de canela...

Sumo de Melancia e hortelã

Ingredientes:
UMA fatia larga de melancia (mais ou menos 10 cm)
8 folhas de hortelã
1 ramo de hortelã para decorar
Gelo - opcional

Modo de fazer:

Tire a casca da melancia, corte em cubos e congele (opcional), bata com as 8 folhas de hortelã.
Coe para separar as grainhas e sirva decorado com o ramo de hortelã.

A melancia é nutritiva.
Possui vitaminas do complexo B e C, hidratos de carbono, betacaroteno
(pro vitamina A), além de cálcio, ferro, fósforo, licopeno e glutationa.

Valor Calórico: 100 gramas de melancia fornecem 31 calorias.

É um óptimo protector anti-cancerígeno e anti-oxidante.

As sementes de melancia tem propriedades vaso dilatadoras e bom para prevenir à impotência sexual e hipertensão arterial.

Recomendada para a hipertensão,reumatismo, gota e levemente laxativo

Receita de Sumo de Limão com Manjericão

Estando de ferias ou não....
Para um final do dia, servido em copos alto para ver....

Ingredientes:
sumo de um limão
10 folhas de manjericão
3 colheres de sopa de água de qualidade
250 ml de água de qualidade
Gelo - opcional

Modo de fazer:

Bata o manjericão com as 3 colheres de água.
Junte o sumo do limão, a água mineral, o gelo e bata em um processador.

Sorvete de limão - Dicas

Misturamos a água de um coco verde com o suco de um limão e cinco a sete gotas de stevia líquida. Colocamos em formas de gelo no congelador e servimos com morangos frescos.

(Kitchen Kelly's Korner, Hippocrates, vol. 22: 5)

Direitos do Leite da terra

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte poderá ser reproduzida, de forma alguma, sem a permissão formal por escrito do seu autor, excepto as citações incorporadas em artigos e ou postes com os devidos créditos