sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

chá de kombucha ou kombuchá

Milenar na cultura oriental, o chá de kombucha ou kombuchá é muito famoso por suas propriedades medicinais, sua eficácia nos tratamentos e também pelos resultados, que já são visíveis com pouco tempo de consumo. Ele é probiótico e possui um alto índice de antioxidantes, além de muitas vitaminas do complexo B. Conhecido em muitos lugares como “chá de cogumelo”, o kombucha é na verdade uma combinação estratégica de bactérias boas e leveduras.
A maioria dos adeptos desta bebida exótica juram de pés juntos que ela é a melhor arma natural contra o câncer quando tomada diariamente. Acontece que a mistura de leveduras e bactérias boas impedem que alguns ambientes do organismo se tornem favoráveis ao desenvolvimento do câncer, e por isso chegam a fazer o corpo recuperar seu estado natural depois de infectado.

Benefícios do kombucha

  • Ele não apenas atua na prevenção, como também no tratamento do câncer;
  • O chá age no intestino melhorando consideravelmente a digestão;
  • Muito usado para aguçamento da visão;
  • Ajuda também a diminuir as taxas de colesterol ruim e gorduras no sangue;
  • Este chá é capaz de dissolver gorduras na digestão, e por isso é muito indicado para quem quer emagrecer;
  • Auxilia bastante na elasticidade da pele;
  • Elimina toxinas e impurezas do organismo.

Como preparar o chá de kombucha

  1. Misture chá verde (ou chá preto) com açúcar e água;
    Como preparar o chá de kombucha
    Foto: Reprodução
  2. Depois transfira a mistura para um recipiente e acrescente a cultura de kombucha (tem uma aparência de panqueca de borracha);
  3. Cubra o recipiente com um pano e deixe agir por 1 ou 2 semanas;
  4. Depois de duas semanas ele já poderá ser consumido;
  5. Basta acrescentar mais água no recipiente e esperar mais duas semanas, que o chá permanecerá por tempo indeterminado;
  6. O chá é muito ácido e por isso é difícil de ser consumido puro;
  7. Inicialmente beba apenas meia xícara de chá por dia, e depois vá aumentando a quantidade aos poucos, pois o estômago precisa ir se acostumando gradualmente com a acidez da bebida para não ser muito agredido.
OBS: Se você não tem acesso à cultura de kombucha para fazer o chá caseiro, poderá encontrar o chá pronto em lojas de produtos naturais, disponível em vários sabores e, por muitos, considerado saboroso.

Atenção!

Apesar de não possuir toxidade, quando preparado sem higiene o chá de kombucha pode ser contaminado e provocar reações alérgicas.
fonte: http://chabeneficios.com.br/kombucha-descubra-seus-beneficios/

Kombucha Madness

KOMBUCHA

Kombucha is on its way to being the new “it” drink. This fermented tea is so popular that several brands are available at upscale grocery stores, and its Wikipedia entry has tripled in length since I first checked. I’ve heard the tea’s culture — which looks like a rubbery pancake — called a “mother,” “mushroom,” “starter,” and most accurately, a “scoby” (‘symbiotic culture of bacteria and yeasts’).

Whatever it is, kombucha is entering a renaissance after millennia of use in China and centuries in Eastern Europe, from whence all good fermented things come. Its loyal following claims health benefits of all ilk, citing vitamins, minerals, enzymes, and probiotic microorganisms present in the tea. I just like it because it tastes good (like a sweet-sour sparkling apple cider).

PARTS

  • Wide-mouthed glass jar
  • Kombucha culture
  • Black or green tea bags, 5–7
  • Water , 3 quarts–1 gallon
  • Sugar, 1 cup, brown or white
  • Clean paper napkin or tea towel
  • Rubber band or string
  • Funnel
  • Old soda bottles (clean)


Step #1: Get kombucha starter culture.

Kombucha Madness
  • You can buy kombucha culture on the web, but it's probably easier to get it from a friend or someone in your neighborhood (try craigslist.org or bulletin boards at your local health food store). I even saw some for sale at a flea market in Russia (pictured). The starter replicates itself in each batch, so one is enough for your lifetime. Soon you'll have a culture for everyone you know!

Step #2: Make regular tea and sweeten.

  • Make 3 quarts to 1 gallon of tea (if you have loose tea you can make a tea bag out of a piece of an old sheet and some string) and let cool to room temperature. Remove tea bags and add sugar. Don't worry if it seems too sweet — the culture feeds on sugar and caffeine, so the final drink will not be as sweet as the original.

Step #3: Add kombucha culture.

  • If your culture came with some liquid, add the starter liquid to the tea. Pour the sweet tea into your jar and add the culture. If it floats on top, it will grow another layer, which can be peeled off and used for another batch when the kombucha is ready. If it settles to the bottom, that's fine — a new culture will form on top of the tea. The starter will grow to the diameter of your jar, so make sure the mouth is wide enough to remove it easily when you are done.

Step #4: Ferment and bottle.

  • Cover your jar with a clean towel and seal around the rim with a rubber band. Store in a spot out of direct sunlight for 7–14 days. The longer you leave your tea, the more sour it will become. Start tasting it after 5 or 6 days, and decant into clean plastic or glass soda bottles when you like the taste.

Step #5: Give it some fizz.

  • To give it some bubble, tightly cap bottles and store in a warm place for another day or so until the plastic bottle hardens from pressure. Be aware that as the kombucha continues to ferment, the pressure inside the bottle is growing and can cause it to explode if left too long (this is more of a concern with glass bottles). If you're worried, leave the cap a little loose, but this will prevent the tea from fizzing properly.

Step #6: Drink and make more.

  • Always set aside 10% of the liquid to help start future batches. Then you can start all over again! If you want a steady flow of "the tea of immortality," then it probably makes sense to stagger your batches. Most experts warn against drinking too much of the stuff; it is a detoxifier, so you don't want to stress out your body.
  • NOTE: As with all foods, be careful when preparing and storing kombucha. While I personally have never heard of anyone getting sick, it is theoretically possible, so make sure everything is clean while preparing; if you see mold, toss the entire batch, including the starter, just to be on the safe side (it happened to me once, and only once, probably due to lack of air circulation or a bad starter). But don't let this warning scare you: even my mom drinks my kombucha, and Google's chef whips up huge batches to serve in its cafeterias.
fonte: http://makezine.com/projects/kombucha-madness-2/

MORE - http://www.thisrawsomeveganlife.com/2011/11/i-love-kombucha.html#.UxBnauO5HgY

layered ice cream cake with chocolate, vanilla & peppermint

First of all - please listen to this exquisite album by Edward Sharpe and the Magnetic Zeros, it's incredibly beautiful and makes me cry.

Secondly - this turned out fabulously, if I do say so myself (and I just did - so there.) I had a dream about this cake a few days ago and have been itching to make it ever since. When it comes down to it - this ice cream cake is mostly bananas. The pink layer comes from beet juice, and the green comes from avocado and peppermint leaves. I recommend using your Vitamix for this (can be bought on amazon or ebay) to make the layers as creamy as possible. 

I must admit - the avocado layer tasted sort of funky on it's own and I was thinking "Hmm... maybe my subconscious failed to consider the weird combination of avocado and mint in an ice cream cake." But it ended up tasting great with all the other delicious flavour pairings. The beet layer is unusually enjoyable. you might be thinking beets are a strange thing to make into ice cream, but the earthy tones of beets along with the sweetness of bananas is outta this world! Letting each thin layer freeze is a tad time-consuming, but it's worth it. 
I love when my dreams come true.
spiced chocolate, cashew vanilla, peppermint-avocado & banana-beet layered ice cream cake

Crust:
1 cup raw flour (I used buckwheat)
1 cup dates or prunes

Chocolate layer:
3 ripe bananas
1/3 cup cacao
1/2 teaspoon salt
1 teaspoon vanilla
1 teaspoon cinnamon
1/4-1/2 teaspoon cayenne, to taste
2 tablespoon agave/maple syrup
water, if too thick

Vanilla layer:
1 1/2 cups cashews
3 tablespoons agave/maple syrup
seeds from one vanilla bean
1/3 cup water
juice of one lemon 

Beet layer:
1/2 cup fresh beet juice
2 ripe bananas
1/2 cup pine nuts
1-2 tablespoons agave/maple syrup
2 tablespoons melted coconut oil

Mint layer:
2 cup fresh mint leaves
1 avocado
1/4 cup agave/maple syrup
1/2 teaspoon salt
juice of one lemon
1/4 cup nut milk
2 ripe bananas

Coconut Maple Drizzle:
1 tablespoon melted coconut oil
1 tablespoon maple syrup

To make the crust: process the dates or prunes and flour until it all sticks together somewhat. Press into the bottom of a lined spring form pan and set aside. 

To make each layer: blend the ingredients (in each list) until smooth, then pour each one in a separate bowl. Pour on part of the chocolate mixture quite thin, then let it harden in the freezer. Next, pour on a thin layer of beet mixture, let it freeze. You get the idea. Pour, freeze, pour, freeze. Put them in whatever order you want until you use all the mixtures up! 

To make to drizzle, stir ingredients together until combined then decorate, I also added some lemon zest - why not. Enjoy!

Chocolate com especiarias , caju baunilha , menta - abacate e banana beterraba, bolo de sorvete em camadas

crosta :
1 xícara de farinha crua (eu usei o trigo mourisco )
1 xícara de tamaras ou ameixas

Camada de Chocolate:
3 bananas maduras
1/3 xícara de cacau
1/2 colher de chá de sal
1 colher de chá de baunilha
1 colher de chá de canela
1/4 ou 1/2 colher de chá de pimenta de caiena a gosto
2 colher de sopa de agave / xarope de bordo
água, se muito grosso

Camada de baunilha :
1 1/2 xícaras de castanha de caju
3 colheres de sopa de agave / xarope de bordo
sementes de uma fava de baunilha
1/3 de xícara de água
sumo de um limão

Camada de beterraba :
1/2 xícara de suco de beterraba fresca
2 bananas maduras
1/2 xícara pinhões
1-2 colheres de sopa de agave / xarope de bordo
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
Camada Mint :
2 xícara de folhas de hortelã fresca
1 abacate
Xarope de 1/4 de xícara de agave / maple
1/2 colher de chá de sal
suco de um limão
1/4 de xícara de leite da porca
2 bananas maduras

Coco bordo Regue :
1 colher de sopa de óleo de coco derretido
1 colher de sopa de Xarope de ácer

Para fazer a crosta : processar as tamaras ou ameixas e farinha até que tudo esteja homogêneo . Comprima no fundo de uma forma de bolo com mola  e reserve.
Para fazer com que cada camada : misturar os ingredientes (de cada lista) até ficar homogêneo, em seguida, despeje cada numa camada separadamente. Despeje em primeiro a mistura de chocolate numa camada  muito fina, deixe endurecer no freezer. Em seguida, despeje uma fina camada de mistura de beterraba, deixe congelar. Aqui você já tem uma idéia como vai proceguir.... Despejar, congelar, derramar, congelar. Coloque na ordem que quiser até terminar todas as misturas acima!

Para fazer o chuviscado , misture os ingredientes em seguida, decorar , se quiser, também acrescente algumas raspas de limão - por que não . Divirta-se!

 
 

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Sorvete Cru de Banana, vivo, vivo, vivo....

Sem açúcar, sem leite, sem gorduras processadas ou ingredientes refinados

Ingredientes

4 banans descascads , cortadas as rodelas e congeladas
1 chávena de tâmaras sem caroço picadas e demolhadas por 4 horas
1/2 chávena amêndoas germinadas (preferencialmente por 8h + 12h + 12h)
1/2 chávena de chocolate cru em pepitas.

Modo de fazer:

Escorra as amêndoas; escorra as tâmaras. Bata no processador, junto com as bananas congeladas, processando bem até ficar homogêneo. Misture 1/2 chávena de de chocolate em pepitas com uma colher, despeje em recipiente com tampa e leve para o congelador até endurecer. Retire do congelador cerca de 10 minutos antes de servir decore com um casca de limão.


Facebook - grupo fechado - https://www.facebook.com/groups/leitedaterra.leitedaterra/

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Sumo verde de Spirulina DETOX


Ingredientes
1 chávena de morangos
1 chávena de ananas
1 pepino
1 colher (sobremesa) de spirulina

Modo preparo
Bata no liquidificador todos os ingredientes, exceto a chlorella. Adicione a alga no final.

Nota: A Spirulina auxilia na perda de peso porque é rica em fibras, que promovem saciedade, reduzindo o apetite, e melhorando o funcionamento intestinal, além disso, ela contém clorofila, pigmento de coloração verde que tem ação antioxidante e ajuda na eliminação das toxinas do organismo.

Leite de Inhame


....
Adorei a idéia, especialmente porque não conhecia leite de inhame!

O inhame é depurativo, desintoxicante e fortalece o sistema imunológico. É  rico em amido e fibras solúveis o que ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue e as taxas de colesterol sanguíneo. Possui propriedades de cura intestinal, pois auxilia na digestão e na fermentação do bolo alimentar. Ainda é fonte de Betacaroteno, vitaminas C e do complexo B, cálcio, fósforo, potássio e ferro.
Os médicos orientais recomendam a ingestão de inhame para fortificar os gânglios linfáticos.

Na Índia, o sistema médico ayurvédico também indica o consumo desse alimento para restaurar as defesas orgânicas, principalmente como recurso para combater infecções e tumores.
O inhame que possui estas propriedades é o pequeno, marrom e cabeludinho conhecido como inhame japonês.

Apesar de tudo isso, creio que como todo alimento, o inhame deva ser consumido com moderação e alternando com outras opções, pois o inhame é rico em ácido oxálico e algumas crianças autistas em tratamento biomédico tem problemas com oxalatos.
Neste caso há duas soluções: utilize o leite de inhame crú para produzir receitas que serão cozidas e para produzir vitaminas, faça o leite com inhame cozido. Quando cozinhamos o inhame, ele perde os oxalatos. Cozinhe um inhame com casca. Depois de cozido, descasque e bata com uma ou duas xícaras de água.

Este leite pode ser utilizado em todas as receitas que pedem leite vegetal e acredito que deva ser ótimo para mingaus.
Se for utilizá-lo crú como em vitaminas, observe se sua criança não apresentará nenhum incômodo, pois a presença do ácido oxálico pode provocar pinicamento ou coceira na boca ou na pele em pessoas sensíveis.


Leite de Inhame:

- 1 inhame japonês pequeno,

- 1 xícara de água mineral.


Modo de fazer:

1º Descasque o inhame, corte-o em pequenos pedaços e bata-o no liquidificador com a água.

2º Coe o leite com uma panela furada. Utilize-o em seguida. Se quiser um leite mais ralo, adicione água a gosto. Eu fiz com um inhame médio e duas xícaras de água.

Fonte: http://dietasgsc.blogspot.pt/2010/07/leite-de-inhame.html

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Barquinhas de caril/curry



Ingredientes:
1/4 de couve coração.
1/2 chávena de coco ralado fresco
1/4 chávena de alho frances
1 chavena de cenoura ralada
1 molho de salsa
2 colheres de caril/curry
1 abacate maduro
1/4 de chavena de tomate cherry 
azeite extra virgem
flor de sal q.b.

Modo de fazer:
Retire algumas folhas de couve, lave bem com água morna e sal, deixe as folhas repousarem por 1/2 hora de nesta solução. Reserve.
Corte o abacate em rodelas com 1 cm, corte 4 ou 5 folhas da couve finas como caldo verde, corte o alho frances muito fino, rale a cenoura, corte a salsa grosseiramente, os tomates em quartos e reserve.
Num tacho coloque o azeite, o sal e o caril deixe aquecer por alguns minutos (NUNCA mais de 50ºC, eu uso as mãos para saber a temperatura ideal). Assim que o caril começar a soltar o seu perfume, coloque o coco ralado*. Deixe aquecer e misture todos os outros ingredientes. 

Empratar
Use cada folha como barquinhos, rechei com a massa ainda amoranada.

Sirva amornado ou frio.

*Se não tiver coco fresco use o coco ralado, mas demolhe com pouca água por 2 ou 3 minutos e depois escorra bem.







Conheça o nosso ebook com Em Portugues ou  em Italiano.

eBook  Cruzinhando "Receitas de Comida Viva"


Esse  ebook de Receitas de Comida Viva nasce para satisfazer os pedidos de todos aqueles que já provaram a comida crua. Nossas sebentas não tinham o glamor necessário para virar um ebook, por isso reescrevemos, fotografamos e refizemos cada receita para apurar o sabor de cada alimento.
São mais de 100 paginas, com receitas simples, fáceis de fazer e super económicas com mais de 50 fotografias.
Como ebook, você recebe um ficheiro em PDF (7,12 MB.) por email. Pode abrir  nos Android, Ipad, Iphone, Ipod, Linux, Mac, PC ou quaisquer dispositivos com a capacidade de ler pdf's.

PORTUGAL, Europa!!! O preço do eBook é de 10 €, no BRASIL, valor 30 reais.

Peça já a sua cópia para o email: leitedaterra@gmail.com
ou em  contacto connosco deixando nome e contacto.
O pagamento será feito por Transferência Bancária.
Veja aqui todos os  nossos serivços.



quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Sorvete de Abacate


Transforme abacates crus numa sublime  fonte de prazer... sorvete crus
Para servir faça um molho de frutos dos bosques com uma pitada de cardamomo e voce vai delirar.
Para saber se os abacates estão maduros, retire a ponta da haste e coloque um palito. Se o palito desliza, ele está maduro!

Tempo de preparação: 20 minutos
Tempo de Congelamento: 2 horas + 2 horas
Tempo total: 4 horas, 20 minutos
Rendimento: 4 porções
Ingredientes:

    2 chávenas de purê de abacate
    1/2 Chávena  de sumo de limão fresco
    1 Colher de chá de raspas de limão
    3/4 Chávena néctar de agave ou 6 tâmaras de molhadas por 2 horas
    1/2 colher de chá de essência de baunilha
    Flor de sal q.b.

Modo de fazer:
Processe todos os ingredientes juntos num processador de alimentos em alta velocidade até a mistura ficar bem homogênea e suave. Lembre-se que depois de congelar o sabor vai ser um pouco menos doce e um pouco menos picante.
Congele em um recipiente hermético de preferência de vidro por pelo menos 2 horas, em seguir bata bem até obter novamente um massa homogênea, e volte a congelar por mais 2 horas.
Sirva cober com a calda de frutos do bosque….

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Jantar CRU no Bem Me Quer.


  foi assim no dia 19.02.2014 o jantar Cru CRU no restaurante Bemmequer Vegetariano em Lisboa,
das 19h00 às 22h
Menu Completo por 10€.
Reservas| Tel: 21 847 66 78
Av. Almirante Reis, 152 - Lisboa



Raw Food é isso "COMIDA VIVA"




Fácil, económica, saudável e deliciosa!!!
Venha provar, aprender e encantar-se
leitedaterra@gmail.com
965493081


 
Fonte: thisrawsomeveganlife

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Os segredos da Herdade do Freixo do Meio - Germinados

Germinados
É no processo de germinação que a planta alcança o seu potencial energético!
Desde Agosto de 2011 que alguns animais da Herdade do Freixo do Meio são diariamente alimentados com germinados de trigo e aveia de sementes biológicas!  



            

O que são Germinados?  
     
São alimentos “vivos” e ricos em minerais e vitaminas, daí os seus benefícios energéticos como é o caso da vitamina C, que é praticamente inexistente na semente de trigo, mas que, uma vez germinado, aumenta significativamente o seu teor.
Os germinados para uma boa produção requerem ambientes sombrios.É fundamental que o local de produção seja resguardado da incidência directa dos raios solares e que não haja circulação de mosquitos e moscas para evitar a deposição de ovos nos germinados.
O período de crescimento é rápido, as necessidades são única e exclusivamente de água para obter energia da semente mais proteína do germinado.
Em sementes demolhadas 24 horas antes de as distribuir no tabuleiro, ganha-se tempo, acelerando e uniformizando o processo de germinação.
Em tabuleiros perfurados e devidamente desinfectados preenche-se o fundo com sementes, mantendo ao longo do crescimento alguma humidade, através da rega várias vezes ao dia consoante a temperatura do ar.
Em 8 dias, não mais, obtém-se um relvado de sementes altamente nutritivos não só a nível energético, como proteico e vitamínico.     

 Apesar de ser um processo trabalhoso e que requer alguma rotina e organização no trabalho é importantíssimo ao fazer novos tabuleiros lavar e escovar bem para eliminar qualquer risco de contaminação para os novos germinados que aí vão ser feitos.
É uma forma de produzir alimento de elevada qualidade, de forma mais económica e sustentável, reduzindo a utilização dos factores de produção externos à Herdade e tendo disponível para os animais alimento verde durante todo o ano.  
   

Fonte: http://www.herdadedofreixodomeio.com

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Coconut Cream Lime Pie

crosta :
3/4 xícara de sementes de cânhamo
,

3/4 de xícara de tâmaras, 

Recheio de creme : 
1/2 de carne de coco jovem;
1/4 xícara de coco água,se necessário,
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido

Néctar,

 1-2 colheres de sopa de coco,
 1 limão descascado,
 Uma pitada de sal do Himalaia,
1/2 colher de chá de gengibre em pó,
 1/2 colher de chá de baunilha em pó




EtapasPara fazer a crosta :1) pulsar as sementes de cânhamo em pó em um processador de alimentos , em seguida, adicione as tâmaras e processo até que ele agrupa .2) Pressione num pequeno anel

Para fazer o recheio de creme :1) misturar todos os ingredientes até ficar homogêneo , branco e eles se parecem com uma deliciosa nuvem. Se for muito grossa para misturar , adicione um pouco mas de água de coco.2) Espalhe uniformemente em sua crosta e coloque na geladeira por , idealmente 48 horas antes de servir.


Fonte:  http://www.rawfoodrecipes.com/

Mango Matcha Smoothie ... Cake


segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Como germinar broto de lentilha

Primeiro dia: escolhe a lentilha (neste tem 1 xic.), retira todos os meio grãos, os murchinhos e os estragados. Lava bem com água corrente e coloca de molho num vidro coberto com um guardanapo de tecido. Na manhã seguinte já vai notar que as sementes estão inchadinhas.
 
 
Segundo dia: Escorre a agua que pernoitou e lava bem. Escorre numa peneira e devolve ao vidro escorridas. Coloca  cobertas em local claro e ventilado, onde não bata sol diretamente.  Vai ver que no final desse segundo dia algumas sementes já estão germinadas. 
 
 
Terceiro dia: Lava novamente com cuidado para não estragar os brotos, escorre e cobre novamente. Vai ver que os brotos estão crescendo e em alguns já tem uma primeira folhinha. 
 
 
Quarto dia: Lava novamente e escorre. Observe que as folhas ja abriram.
 
Quinto dia: Nesse estágio já podem ser consumidas. Pode deixar mais um dia se quiser que terá mais uma folha, mas eu prefiro assim que os brotinhos estão bem tenros é melhor para saladas. Também pode tirar uma parte e deixar o restante crescendo mais.
Retira do vidro com a ajuda de um garfo comprido ou pinça. Vai estar bem apertadinho porque os brotinhos quando crescem se entrelaçam.  Lava  bem em água corrente.
Em locais menos ensolarados e com temperatura mais amena que aqui pode demorar um pouco mais para germinar mas em média é esse tempo.
Fonte: http://agulhaspinceisemais.blogspot.com.br/

Óptimo calmante natural: sumo de alface com maracujá

O sumo de alface com maracujá é um óptimo calmante.
A alface possui propriedades que acalmam os nervos e diminuem as tensões.
O maracujá tem poderosa acção calmante, sendo a base de muitos medicamentos industrializados.

A receita do sumo:
Ingredientes:
1/2  copo d’água
2 folhas de alface
2 maracujás(polpa)

 Modo de preparo
 Lave bem os ingredientes e os liquidifique.
Coe o sumo e beba-o imediatamente.
 Pode ser consumido no início da manhã e antes de dormir.
Se o problema for apenas insónia, basta uma dose pouco antes de ir para a cama. O sumo de alface com maracujá é indicado para pessoas que sofrem de insónia, nervosismo e ansiedade.
Ele ajuda a relaxar o sistema nervoso, deixando o indivíduo mais tranquilo para todas as tarefas do dia a dia. -

domingo, 9 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Direitos do Leite da terra

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte poderá ser reproduzida, de forma alguma, sem a permissão formal por escrito do seu autor, excepto as citações incorporadas em artigos e ou postes com os devidos créditos