quarta-feira, 31 de março de 2010

Cá em casa é sempre a "la carte"

Ao pequeno almoço sumos ,
o cardápio e variado e muito colorido.

Sumo de maça e laranja com MUITA linhaça

Sumo de clorofia forte: maça, pepino, couves e espinafre e linhça germinada

Sumo de laranja e pouca linhaça

segunda-feira, 29 de março de 2010

sexta-feira, 26 de março de 2010

Sementes comestiveis

Germinadas ou em broto.

Alfafa
Alpiste
Amendoa
Amendoim
Arroz integral
Arroz selvagem
Aveia descascada
Aveia c/ casca
Avelã

Brócolos


Cacau
Cebola
Castanha de caju (crua)
Castanha portuguesa
Centeio
Cevada
Cevadlnha
Coco

Ervilha

Feijão Azuki
Feijão Moyashi

Feno grego

Gergelim (natural, branco e preto)
Girassol ( miúdo, graúdo e branco)
Girassol descascado
Grão de bico

Lentilha verde
Lentilha rosa
Linhaça


Nozes
Noz pecan
Noz macadamia


Painço (amarelo, branco, preto, vermelho, verde)


Quinua



Rabanete
Soja
Sesamo

Trigo tipo kamut
Trigo Emmer
Trigo sarraceno
Trigo sarraceno com casca

quinta-feira, 25 de março de 2010

50+ Expo Sénior 2010

50+ Expo Sénior 2010

Dias 26, 27 e 28 de Março de 2010 realiza-se, na Sala Tejo do Pavilhão Atlântico no Parque das Nações, em Lisboa, a 50+ Expo Sénior 2010, um evento destinado a «pré-seniores que pretendam planear o seu futuro de forma sustentada, seniores que procurem bem-estar e qualidade de vida ou familiares que procurem aconselhamento personalizado».

Para mais informações, contacte o Pavilhão Atlântico.


A conferencia do Leite da Terra é no dia 28 às 11h com o tema:

Como melhorar a sua saúde através da alimentação


Com a dinamização da Indian Rose de um espaço com cerca de 36 m2, onde decorrerão actividades permanentes no horário da Feira.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Vegetarianismo e Colesterol!

Alimentação vegetariana substitui remédio na redução do colesterol, diz estudo. Confira!

Estudo da Associação Médica Americana revela que uma dieta pobre em gordura animal tem praticamente o mesmo resultado da medicação.

A famosa dieta vegetariana, rica em fibras e livre de qualquer tipo de gordura animal, reduz de forma significativa o nível de colesterol ruim (LDL) no sangue. Pesquisa publicada ontem no Jornal da Associação Médica Americana (Jama) revelou que esse tipo de alimentação é capaz de diminuir a taxa de LDL com praticamente a mesma eficácia de algumas estatinas, medicamentos utilizados para controlar quantidades elevadas da substância.

Segundo o estudo, a redução do colesterol entre as pessoas vegetarianas foi de 29%, enquanto que os pacientes que usaram o remédio conseguiram uma diminuição de 31%. Em um terceiro grupo, que aderiu a uma dieta com pouca quantidade de gordura, a taxa decresceu apenas 8%.

"O resultado obtido pelos vegetarianos é explicado pela forte presença de frutas, legumes e verduras na dieta (ricos em antioxidantes) e pela ausência de gordura animal", afirma o nutrólogo Daniel Magnoni, do Hospital do Coração (HCor). Segundo o médico, a placa de gordura só se deposita na parede das artérias quando o LDL é oxidado. "Por isso é tão importante consumir substâncias antioxidantes", diz.

Levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em 20 cidades, incluindo São Paulo, constatou que 40% da população tem nível de colesterol entre 200 e 240 miligramas por decilitro. O ideal é não ultrapassar 200mg/dl. "Apesar de estar acima do recomendado, esse percentual de brasileiros é o que mais pode se beneficiar da dieta como tratamento", garante Marcus Bolivar Malachias, coordenador do Selo SBC/Funcor de Qualidade de Alimentos.

Segundo ele, uma alimentação controlada é capaz de reduzir pelo menos 30% do colesterol, pois o restante é produzido pelo fígado. Mas, de acordo com Magnoni, apesar do bom resultado do estudo americano em relação à dieta, as pessoas não devem deixar de comer carne de uma hora para outra sem substituir por outra fonte de proteína.

O nutricionista George Guimarães, da Nutriveg Consultoria, explica que o vegetarianismo causa problemas ao organismo apenas quando mal usado. "Não existe nada de tão essencial à saúde humana que não possa ser encontrado nos vegetais. É só saber quanto deve ser consumido", garante.

Os vegetarianos são divididos em três categorias: os ovo-lacto-vegetarianos, que consomem ovos e laticínios; os lacto-vegetarianos, que ingerem laticínios e os vegetarianos puros, que não comem qualquer produto de origem animal, inclusive mel. Para o nutricionista, é possível substituir a proteína da carne com produtos à base de soja. "Os vegetarianos precisam ficar atentos para o consumo adequado de ferro, vitamina B12 e cálcio, nutrientes que estão presentes nos alimentos de origem animal", conclui.’’

Fonte: Diário de São Paulo - Emex

quinta-feira, 18 de março de 2010

Arroz negro - Conheça seus benefícios

Além de ser um poderoso anti- radicais livres, promove maior saciedade.

Testes realizados nos laboratórios do Food and Drug Administration (órgão americano que fiscaliza drogas e alimentos) constataram que o grão negro contém dez vezes mais compostos fenólicos que o arroz branco, ou seja, é um poderoso anti-radicais livres (antioxidante). Também traz em si um teor de ferro elevado e até ômega-3.

O arroz negro caminha para ser considerado um alimento funcional.

Em cada 100 g do produto encontram-se 4 g de fibras, nutrientes que ajudam no adequado funcionamento do intestino, auxiliam na redução do colesterol sanguíneo e no controle da glicemia, evitando grandes descargas de insulina, além de promover maior saciedade, o que ajuda no controle alimentar.

1.Vitamina B1

Essencial para a transformação de açúcar em energia, ela também é importante para o bom funcionamento dos sistemas cardiovascular e nervoso. E aqui o arroz negro sai na frente.

- Arroz preto ...................0,34 mg
- Arroz integral ...............0,26 mg

2. Calorias

Quem quer emagrecer deve apostar no arroz negro, um pouco menos calórico do que o integral.

- Arroz preto ..............346 cal
- Arroz integral ..........360 cal

3. Proteína

Embora nenhum tipo de arroz forneça grande quantidade do nutriente, o negro se destaca e é a melhor opção para quem adota uma dieta vegetariana.

- Arroz preto .....................9,8 g
- Arroz integral .................7,3 g

4. Fibras

Imprescindíveis, elas dão saciedade, facilitam o trânsito intestinal e, de quebra, evitam picos de insulina, além de ajudar a combater o colesterol. De novo, é o arroz negro que ganha essa disputa, com quase o dobro de fibras.

- Arroz preto ............................. 8,4 g
- Arroz integral ......................... 4,8 g

5. Magnésio

É ele o responsável por ajudar o cálcio a se fixar nos ossos. Isso sem falar que contribui para o sistema imunológico e dá uma força para o coração. O negro ganha disparado.

- Arroz preto .........................190 mg
- Arroz integral .....................110 mg

6. Gordura

Ela é indispensável para a produção de hormônios. E, nesse quesito, ambas as variedades estão praticamente empatadas. No entanto, o negro apresenta uma quantidade discretamente maior.

- Arroz preto ................................ 2 g
- Arroz integral ......................... 1,9 g

7.Carboidratos

Quando o assunto é energia, o campeão é o arroz integral, um pouco mais rico no nutriente que ajuda a dar pique para enfrentar o dia-a-dia.

- Arroz integral ...................... 77,5 g
- Arroz negro.............................72g

Fonte: EMEX

terça-feira, 16 de março de 2010

Chip´s de milho.

Ingredientes:
2 de chávenas de milho
1/2 de chávena de coco
1/4 de chávena de salsinha fresca
uma pitada de flor de sal

Modo de fazer
Bati tudo na Bimby até obter uma pasta homogenia. Depois de homogénio, espalhei (finamente) na folha de papel vegetal e levei ao forno no mínimo (40ºC) deixei por 3 horas, assim que ficou seco eu virei várias fezes, para ficar crocante dos dois lados.
Servir com pates ou com guacamole....
Um sonho!!!!!

Direitos do Leite da terra

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte poderá ser reproduzida, de forma alguma, sem a permissão formal por escrito do seu autor, excepto as citações incorporadas em artigos e ou postes com os devidos créditos